A Bacalhau

Há já algum tempo que tinha esta ideia na cabeça. De tanto ouvir a forma como Fausto mistura os ritmos e danças populares com uma composição contemporânea, dava vontade de me aventurar e fazer uma misturada a ver como saía.

Este disco era o momento certo para o fazer, uma vez que procura mostrar o universo de música e ideias em que me movimento desde sempre e que mistura Motown e Amália, Elis Regina e Sam Cooke, para citar alguns.

Até que me surgiu esta ideia meio amalucada de pegar num corridinho, pôr-lhe uma letra em cima e rappar à mandadora de baile. Baptizei o conceito de corrid-hip corrid-hop e fiquei com a certeza de que a pessoa certa para escrever a letra seria a Capicua.

Liguei-lhe e expliquei a minha ideia o melhor que conseguia para que não parecesse a maior parvoíce de sempre.

Passado um tempo, mandou-me o primeiro esboço e já conseguia ouvir na minha cabeça o resultado com o corridinho por cima.

Mais uns pequenos ajustes na biografia (a letra é biográfica e quase parece que a Capicua esteve à espreita numa máquina do tempo, tão certeiras são as descrições que faz), um rearranjo do corridinho, para que pudesse ter outros sabores para lá do seu formato tradicional e começou a desenhar-se “A Bacalhau”.

A meio do processo, lembrei-me que uma beatbox seria o ingrediente que faltava para acentuar a confusão de ideias e influências que é a minha vida (e a minha música, consequentemente). Pedi ao Rizumik, ele disse que sim, enviou-me uns quantos takes, corte e costura e voilá: “A Bacalhau” ficava completa.

Convidei a Capicua a ir ouvir o resultado, cheia de medo que achasse aquilo tudo uma bizarria.

O seu sorriso sincero no fim descansou-me. Os sorrisos e risos que arranca aos amigos e família a quem mostro a canção deixam-me feliz.

“A Bacalhau” a mandar bailes em modo rapper badass tuga, desde 5 de Novembro de 1978.

AB

 

 

3 thoughts on “A Bacalhau

  1. Marcos Virgílio da Silva diz:

    Não vejo a hora de ouvir! Vai ter uma sessão especial de audição para “fãs de carteirinha”? 😉

  2. LLJ55 diz:

    O ” nao” e’ sempre certo.
    Tudo o resto, e’ bom por acréscimo. ..
    Força nisso. !!

  3. pedro diz:

    oi gente
    gostei muito desse site, parabéns pelo trabalho. 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *