Loulé e a história de uma estreia feliz

Há clássicos que nunca nos podem falhar.

Uma semana antes da estreia da tour “Nome Próprio” e a azáfama era grande: dois ensaios, um dia de folga, ensaio-geral em Loulé e concerto no dia seguinte.

Claro que nada na minha vida pode ser assim tão linear e sobretudo descomplicado. Era 2ª-feira e o pânico começou a instalar-se. Estava a chocar uma gripe. Foi sempre assim antes de concertos importantes: constipações, gripes, torcicolos. Pequenas sabotagens que o meu corpo me faz como que a dizer “Rapariga, não puxes tanto pelo cabedal, nem fiques com os nervos tão abespinhados, que depois quem sofre sou eu, pá!”

No final do ensaio de 3ª já a voz imitava uma corneta entupida e eu a rezar pela minha vidinha. Deram-me uma dica providencial: cebola descascada, crua, cortada em 4, num pires, na mesa-de-cabeceira durante a noite. Assim o fiz.

No dia seguinte, tudo melhor. O poder de um bom refogado nunca deveria ser subestimado pela Medicina moderna.

A gripe amainou e permitiu-me fazer o concerto apenas com alguns cantos mais entupidos na voz. Notava-se, mas não era impeditivo de cantar.

Com este drama ultrapassado, faltava o drama dos nervos em franja. Esse, só se ultrapassa no palco, claro. Em dias de estreia, só lá para o meio do concerto. A partir daí foi canja.

Até lá, uma tremideira dos pés à cabeça.

Tudo estava bem: cenário, som, luzes, banda. Mas cá dentro só o final do concerto me trouxe o final do sobressalto.

E muita felicidade. Prova superada. O público gostou, a equipa gostou, os músicos gostaram. E eu dormi com um sorriso largo até hoje.

Venha de lá essa estrada que a fome é muita e a gripe já passou.

Fotos de Filipe Ferreira, Catarina Dias e Município de Loulé

AB

2 thoughts on “Loulé e a história de uma estreia feliz

  1. Rosa diz:

    Foi um concerto brutal!! Adorei.
    Felicidades!

  2. Ana P diz:

    Viva a cebola. !!!
    E com ” Bacalhau” ainda melhor.
    Abrac,o da prima Paula e do Lourenc,o
    Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *